Home Notícias Brasil Tráfico entra em guerra contra o Covid e decreta “lockdown” em favelas

Tráfico entra em guerra contra o Covid e decreta “lockdown” em favelas

1 minutos lido
332

Favelas do Rio de Janeiro, onde o comando pertence ao tráfico de drogas, determinaram entre terça (30) e esta quinta-feira o cancelamento de bailes e festas que causem aglomerações. Tudo isso para evitar a propagação da covid-19.

Facções criminosas chefiadas por traficantes impuseram a ordem em várias comunidades do Rio e região metropolitana. Em São Gonçalo, na Favela do Barro Vermelho, a determinação foi expressa em recados divulgados por redes sociais.

“Não haverá nenhum tipo de evento na nossa comunidade para evitar a disseminação do vírus e proteger a todos”, diz o comunicado assinado por ‘Tropa do Pivete’, alcunha de Leilson Fernandes, apontado pela Polícia Civil como mandante naquela localidade.

Na Favela do Muquiço, em Guadalupe, zona norte do Rio, o tráfico mandou veicular por meio de alto-falantes mensagens que alertavam sobre a proibição de andar na comunidade sem máscara. Quem descumprisse a regra, sofreria represálias. “Ou vocês abraçam o papo ou o papo vai abraçar vocês”, terminava o aviso.

Já na Favela do Faz Quem Quer, em Rocha Miranda, também na zona norte, cartazes espalhados pelas vielas informavam que, por duas semanas, estavam cancelados os bailes na área e que até mesmo churrascos e outros eventos mais privados teriam de ter a aprovação prévia dos traficantes locais.

A medida se espalhou por outras tantas favelas da cidade, como nas do Complexo da Maré, perto da sede da Fiocruz, e de municípios vizinhos, como Niterói, Nova Iguaçu, Nilópolis, Duque de Caxias, Cabo Frio, além de São Gonçalo.

Comentários com Facebook

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Roger Siqueira
Carregar Mais Em Brasil

Leia Também

Vídeo flagra criança andando em parapeito de edifício

Um vídeo que mostra uma criança andando na borda de uma janela de um edifício localizado e…