O olhar da criança queimada na Síria dá a volta no mundo

400

O rosto de uma criança desfigurada por queimaduras em uma cama de hospital olhando para a lente da câmera. Estas são as imagens terríveis que os curdos mostram ao mundo para denunciar o suposto uso de armas químicas proibidas no bombardeio turco da cidade sob o cerco de Ras al Ayn, no norte da Síria, do outro lado da fronteira.

Os olhos da criança curda estão imóveis. Privados de inocência, eles parecem gritar a injustiça desta guerra para o mundo. Sua pele está inchada.

Crédito: ANHA/Twitter

 
“Existem dezenas de feridos suspeitos e muito graves”, disse o médico da Agência Havar, Hammu. “Fósforo branco e napalm”, usados ​​indiscriminadamente diante da resistência curda, denunciam os curdos invocando o retorno das ONG internacionais “para investigar”.

 
“Todo mundo sabe que o exército turco não possui armas químicas em seu arsenal. Algumas informações nos dizem que “os curdos do Ypg usam armas químicas para acusar a Turquia”, respondeu o ministro da Defesa turco, Hulusi Akar.

 
“Temos muito medo de que eles estejam usando armas proibidas. As feridas que tratamos não são normais “, disse o Dr. Manal Mohammed, chefe de saúde de Rojava.

Crédito: ANHA/Twitter

Comentários