Vídeo mostra momento em que piloto é encontrado após queda de avião

8106

Um vídeo registrou o momento que um policial militar encontra o piloto da aeronave de pequeno porte que caiu na última segunda-feira (21), na Rua Minerva, no bairro Caiçara, na Região Noroeste de Belo Horizonte.

“Meu amigo deita, só deita. Você era o quê?”, pergunta o policial militar para um jovem deitado. “Piloto”, respondeu Allan Duarte de Jesus Silva, de 29 anos.

Imagem: Reprodução

A conversa foi registrada em um vídeo divulgado nas redes sociais. Allan teve quase 100% do corpo queimado. Ele e outras duas pessoas estão internadas em estado grave no Hospital de Pronto Socorro João XXIII.

Na ocasião, três pessoas morreram. O avião saiu do Aeroporto Carlos Prates, também na Região Noroeste, perdeu altitude, caiu sobre carros no local e explodiu.

Uma das pessoas que passava pela rua no momento do acidente usou a própria camisa para apagar o fogo que atingia Allan. “A parte de cima dele estava toda queimada. Já não tinha cabelo”, disse o homem.

Segundo a família de Allan, ele é piloto há dez anos. Vive na cidade de Nova Serrana, na Região Centro-Oeste de Minas Gerais. Ele prestava serviços para um empresário. O voo desta segunda-feira seria um freela para o dono da aeronave, Srrael Campras dos Santos, de 33 anos, que também está internado.

De acordo com a Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), Srrael teve 32% do corpo queimado. O outro ocupante, Thiago Funghi Torres, tem 32 anos e teve 55% do corpo queimado.

Uma das pessoas que passava pela rua no momento do acidente usou a própria camisa para apagar o fogo que atingia Allan. “A parte de cima dele estava toda queimada. Já não tinha cabelo”, disse o homem.

De acordo com a família de Allan, ele é piloto há dez anos. Vive na cidade de Nova Serrana, na Região Centro-Oeste de Minas Gerais. Ele prestava serviços para um empresário. O voo desta segunda-feira seria um freela para o dono da aeronave, Srrael Campras dos Santos, de 33 anos, que também está internado.

De acordo com a Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), Srrael teve 32% do corpo queimado. O outro ocupante, Thiago Funghi Torres, tem 32 anos e teve 55% do corpo queimado.

 

Comentários