Sérgio Moro era o "Tókyo" na lista do PCC, o mesmo codinome de uma das personagens da série "La Casa de Papel" - No Amazonas é Assim
Nos Siga nas Redes Sociais
Manaus, AM, terça, 25 de junho de 2024

Polícia

Sérgio Moro era o “Tókyo” na lista do PCC, o mesmo codinome de uma das personagens da série “La Casa de Papel”

Publicado

no

Mensagem que Janeferson Aparecido Mariano Gomes, enviou para a namorada para que ela salvasse códigos do plano de ataque a Moro

Vazaram as anotações da facção criminosa Primeiro Comando da Capital – PCC que queria matar vários agentes públicos e espalhar o caos no Brasil. Dentre a lista dos marcados para morrer pela facção estava o ex-juiz e atual Senador da República Sérgio Moro.

Nas anotações, repletas de código, vazaram que Sérgio Moro seria sequestrado e mantido em cativeiro e provavelmente após isso, fosse morto pelos criminosos.

Membros do PCC suspeitos de envolvimento no plano de atentado contra Sergio Moro criaram códigos para indicar “sequestro” e para se referir ao senador em mensagens trocadas pelo WhatsApp, indica investigação da PF.

Quais eram os códigos

“Tokyo” era usado para se referir a Moro (o mesmo codinome de uma das personagens da série “La Casa de Papel”). Ao citar “Flamengo”, grupo se referia a sequestro. “Fluminense” era a senha para indicar “ação”.

LEIA TAMBÉM  Bandidos tocam o terror durante assalto em escola no Amazonas

Mensagem que Janeferson Aparecido Mariano Gomes, enviou para a namorada para que ela salvasse códigos do plano de ataque a Moro

Publicidade
Se Inscreva em Nosso Canal no Youtube : No Amazonas é Assim - Notícias e Regionalismo
Mensagem que Janeferson Aparecido Mariano Gomes, enviou para a namorada para que ela salvasse códigos do plano de ataque a Moro

Mensagem que Janeferson Aparecido Mariano Gomes, enviou para a namorada para que ela salvasse códigos do plano de ataque a Moro

Códigos foram passados pelo WhatsApp.

O integrante do PCC Janeferson Aparecido Mariano Gomes, o Nefo, enviou mensagem para a namorada para que ela salvasse esses códigos.

O PCC investiu quase R$ 3 milhões em gastos para o plano na região metropolitana de Curitiba, conforme o UOL antecipou ontem.

Hoje a juíza Gabriela Hardt, da 9ª Vara Federal de Curitiba tirou sigilo de prisão e buscas contra membros do PCC.

Caderno com anotações de Moro e família

Caderno indica levantamento feito pelo PCC com informações sobre Sergio Moro e sua família

Anotações continham até data de nascimento de senador. Em um caderno obtido pela investigação com base em print do WhatsApp, era feito um levantamento sobre Moro e sua família. Nele, havia informações também sobre a esposa e os filhos dele.

LEIA TAMBÉM  Vídeo : Mulher é agredida e morta a tiros em posto de combustível

Também havia ali endereços, telefones e até os valores nas declarações do patrimônio do ex-juiz.

[As anotações também se referem] à esposa e filhos, indicando que eles também podem ser alvo dos criminosos

Publicidade
Se Inscreva em Nosso Canal no Youtube : No Amazonas é Assim - Notícias e Regionalismo

Caderno indica levantamento feito pelo PCC com informações sobre Sergio Moro e sua família .

Caderno indica levantamento feito pelo PCC com informações sobre Sergio Moro e sua família .

Trecho do documento da PF

Descrição de gastos do PCC encontrada em nota arquivada por uma das investigadas pela PF

Como era a divisão das funções no planos do PCC, segundo a PF

Organização, financiamento e planejamento do atentado: Janeferson, Patrick Ueliton Salomão, Reginaldo Oliveira de Souza, Sidney Rodrigo Aparecido e Valter Lima Nascimento
Núcleo operacional ligado a Janeferson: Claudinei Gomes Carias, Herick da Silva Soares e Cinthia Aparecida Pinheiro Meleski.
Núcleo financeiro: Franklin da Silva Correa e Ana Carolina Moreira da Silva.
Contabilidade das ações de Janeferson: Aline de Lima Paixão, companheira de Janeferson.
Auxílio logístico na região metropolitana de Curitiba: Hemilly Adriane Mathias Abrantes.
“Laranja” de bens de Janeferson: Oscalina Lima Graciote. Também era companheira de Janeferson.
Coleta de dados sobre Moro e sua família: Aline Ardnt Ferri.
Cobranças de prestações de contas: “Milco”, cujo nome não identificado.
Locação de imóveis. “Dierre”, cujo nome não identificado.

LEIA TAMBÉM  Em Carauri, no Amazonas, idosa é espancada e família acusa polícia de omissão

Crimes investigados

  • Extorsão mediante sequestro
  • Organização criminosa
  • Porte ilegal de arma

Quem são os presos?

  1. Valter Lima Nascimento, o Guinho
  2. Reginaldo Oliveira de Sousa, o Re
  3. Franklin da Silva Correa, o Frank
  4. Aline de Lima Paixão
  5. Aline Arndt Ferri
  6. Cintia Aparecida Pinheiro Melesqui, a Luana
  7. Herick da Silva Soares, o Sonata
  8. Claudinei Gomes Carias, o Nei
  9. Janeferson Aparecido Mariano Gomes, o Nefo
Sérgio Moro era o "Tókyo" na lista dos membros do PCC

Sérgio Moro era o “Tókyo” na lista dos membros do PCC

Deixe seu comentário aqui embaixo 👇…

Notícias da ALEAM

Lendas Amazônicas, Urbanas e Folclóricas!

Curta a gente no Facebook

Bora Falar de Direito?

Confira as dicas de direito

Prefeitura de Manaus

Últimas notícias da Prefeitura de Manaus

Governo do Amazonas

Últimas notícias do Governo do AM

Tribunal de Contas do Amazonas

Últimas Notícias do TCE-AM

Assembleia Legislativa do AM

Últimas notícias da ALE-AM

Entre em nosso Grupo no Whatsapp

Participe do nosso grupo no Whatsapp

Últimas Atualizações