SSP-AM fiscaliza comercio de sucatas irregulares - No Amazonas é Assim
Nos Siga nas Redes Sociais
Manaus, AM, sábado, 15 de junho de 2024

Amazonas

SSP-AM fiscaliza comercio de sucatas irregulares

Publicado

no

ERICSON ANDRADE SSP-AM

Durante a ação, quatro estabelecimentos foram notificados

Coordenada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), agentes da Central Integrada de Fiscalização (CIF) deflagraram, nesta quarta-feira (22/12), uma ação com foco no setor comercial. Neste primeiro dia de fiscalizações, o comércio irregular de materiais e sucatas metálicas foi alvo da CIF na zona norte de Manaus. Durante a ação, quatro estabelecimentos foram notificados.

As fiscalizações iniciaram nesta quarta-feira e seguem até a próxima sexta-feira (24/12), com objetivo de vistoriar estabelecimentos comerciais de diferentes segmentos.

De acordo com o coordenador da CIF, tenente-coronel Frank Eduardo, o objetivo da ação deste fim de ano no setor comercial é avaliar denúncias específicas que foram repassadas para a SSP-AM, além de verificar outras irregularidades. “No primeiro dia, a ação foi relacionada aos ferros velhos irregulares que podem estar receptando peças de veículos roubados. E, hoje, a Polícia Militar, Civil e todos os órgãos atuaram em conjunto para fazer a fiscalização e verificar se as denúncias procedem”, explicou.

LEIA TAMBÉM  Com apoio da ECP, Ministério da Defesa conclui ciclo de palestras no TCE-AM

Ao todo, sete locais foram fiscalizados pelos agentes da CIF nos bairros Santa Etelvina, Monte das Oliveiras e Terra Nova, na zona norte de Manaus.

Notificados – A sucataria Rui, localizada na Rua 7 de Maio, bairro Santa Etelvina foi notificada pelo Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) por não possuir o projeto aprovado junto à corporação. Na mesma rua, a sucataria Sete Metais também foi notificada pela falta de equipamentos adequados de orientação do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Amazonas (CBMAM).

Publicidade
Se Inscreva em Nosso Canal no Youtube : No Amazonas é Assim - Notícias e Regionalismo

O sucatão Júnior, localizado na Rua Achuarana, bairro Monte das Oliveiras, foi notificado pelo CBMAM por não possuir também o projeto aprovado junto à corporação. Segundo os agentes, a empresa funcionava de forma ilegal. No local, a Polícia Civil também iniciou um processo de investigação por conta das peças de veículos que foram encontradas no local.

O proprietário deve comparecer à delegacia para prestar esclarecimentos e apresentar os documentos legais. A Casa da Sucata, localizada na Avenida Tenente Roxana Bonessi, bairro Santa Etelvina, foi notificada pelo Corpo de Bombeiros por não possuir licença de funcionamento.

ERICSON ANDRADE SSP-AM

De acordo com o sargento David Lúcio, da Diretoria de Atividade Técnica (DTA), do CBMAM, cada órgão foi responsável por atuar em sua competência. Os agentes fizeram as exigências legais e ações de prevenção e orientação. “No caso do Corpo de Bombeiros, estamos verificando se o estabelecimento possui a licença. Se não possuir, o proprietário é notificado e orientado para ter um projeto de incêndio provado junto ao CBMAM e evitar grandes sinistros”, explicou.

LEIA TAMBÉM  Prefeitura participa do evento internacional ‘Expo Amazônia Bio&Tic 2022’

Em um estabelecimento, o sargento informou que constatou uma estrutura grande, mas com materiais de combustíveis colocados de forma desorganizada, causando um grande risco para a população. O local foi notificado. “O estabelecimento não tem a licença que atesta a existência de equipamentos contra incêndio e pânico, é necessário esse projeto, um documento que comprove. Quando o local não tem, é notificado para procurar o Corpo de Bombeiros no prazo de 15 dias, caso contrário, deve efetuar o pagamento de uma multa”, completou.

LEIA TAMBÉM  Jogos Olímpicos da Floresta reúnem centenas de atletas em Tefé

A comerciante Iaciara Lima teve o estabelecimento fiscalizado durante a CIF. Ela destacou a importância da ação. “Eu acho muito importante, pelo menos estão fiscalizando, pois tem muita gente irregular”, disse.

Participantes – Além da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), Corpo de Bombeiros Militar (CBMAM), a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) também participou da fiscalização, assim como o Programa Estadual de Proteção e Orientação do Consumidor (PROCON/AM), Instituto de Pesos e Medidas (Ipem-AM), Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp) e Instituto de Mobilidade Urbana (IMMU).

Disque denúncia – O tenente-coronel Frank Eduardo ressaltou que a população pode colaborar com qualquer tipo de denúncia diretamente ao disque-denúncia da SSP-AM, o 181. “Podem fazer denúncia para o 181 ou o 190 da Polícia Militar, em ambos, a população será bem recebida e as denúncias serão repassadas para apurarmos”, finaliza.

Publicidade
Se Inscreva em Nosso Canal no Youtube : No Amazonas é Assim - Notícias e Regionalismo

Deixe seu comentário aqui embaixo 👇…

Criador de conteúdo, Editor de Vídeos e as vezes comediante Um amante da fotografia e vídeos cômicos Criando a vida dos meus sonhos um dia de cada vez Você não sabe o quanto eu caminhei… Para chegar até aqui…

Lendas Amazônicas, Urbanas e Folclóricas!

Curta a gente no Facebook

Bora Falar de Direito?

Confira as dicas de direito

Prefeitura de Manaus

Últimas notícias da Prefeitura de Manaus

Governo do Amazonas

Últimas notícias do Governo do AM

Tribunal de Contas do Amazonas

Últimas Notícias do TCE-AM

Assembleia Legislativa do AM

Últimas notícias da ALE-AM

Entre em nosso Grupo no Whatsapp

Participe do nosso grupo no Whatsapp

Últimas Atualizações