Home Notícias Internacional Tribunal decide que jovem que matou 2 em protesto antirracista nos EUA agiu em legítima defesa

Tribunal decide que jovem que matou 2 em protesto antirracista nos EUA agiu em legítima defesa

1 minutos lido
35
Foto: Reprodução

O tribunal do júri decidiu, nesta sexta-feira (19), que o jovem que matou duas pessoas durante um protesto contra o racismo em Kenosha, nos Estados Unidos, agiu em legítima defesa e, portanto, não é culpado da acusação de assassinato.

Kyle Rittenhouse, de 18 anos, matou Joseph Rosembaum e Anthony Huber durante uma das várias manifestações antirracistas na cidade em agosto do ano passado, quando tinha 17 anos.

Os atos ocorriam em repúdio ao caso Jacob Blake, homem negro baleado por um policial branco durante abordagem em Kenosha.

Uma terceira pessoa foi baleada pelo então adolescente, mas foi levada ao hospital e sobreviveu. A ação foi toda registrada em VÍDEO, veja abaixo.

Rittenhouse é acusado de seis crimes, incluindo homicídio doloso e tentativa de homicídio. Ele teria viajado cerca de 30 km de sua casa em Antioch, Illinois, para Kenosha, no Wisconsin onde atirou em manifestantes que protestavam na noite de terça-feira (25).

Vídeos do momento dos tiros foram feitos por testemunhas, em um deles é possível escutar o suspeito telefonar para um amigo e dizer ter acabado de matar alguém. Rittenhouse disparou um rifle de assalto contra três manifestantes que tentaram contê-lo, matando Joseph Rosenbaum, 36, e Anthony Huber, 26

 

Veja o vídeo dos disparos:

Comentários com Facebook

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Alessandro Nuñes
Carregar Mais Em Internacional

Leia Também

Homem incendeia casa na tentativa de acabar com as cobras que moravam no local!

O que começou como uma tentativa de se livrar de criaturas irritantes acabou com uma casa …