Home Notícias Brasil Bolsonaro anuncia novo auxilio emergencial e fala: “é pouco, mas é melhor do que nada”

Bolsonaro anuncia novo auxilio emergencial e fala: “é pouco, mas é melhor do que nada”

1 minutos lido
2,979

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse hoje que as quatro parcelas da nova rodada de pagamentos do auxílio emergencial devem ficar entre “R$ 150 e R$ 300 e poucos” — ou, “em média, R$ 250”.

Ele reconheceu que o valor é baixo, principalmente se comparado aos antigos R$ 600, mas minimizou a redução, argumentando que é melhor ter alguma coisa do que não ter nada.

“Lá atrás, eram quase R$ 50 bilhões por mês quando eram R$ 600. Agora fizemos um acordo, se não me engano de R$ 42 bilhões, para mais quatro parcelas de, em média, R$ 250. Por que média? Porque tem essa história da mãe solteira… Então varia, vai variar de R$ 150 a R$ 300 poucos. É pouco? Eu preferia ter isso aí do que não ter nada”, disse Bolsonaro em conversa com apoiadores.

Os valores anunciados por Bolsonaro batem com os divulgados ontem por O Estado de S. Paulo. Segundo o jornal, as quatro parcelas adicionais devem ficar entre R$ 150 e R$ 375, variando de acordo com a composição familiar. Sob o novo desenho, a estimativa do governo é contemplar 45 milhões de pessoas.

Os detalhes do novo auxílio estão sendo colocados em uma MP (Medida Provisória) a ser editada logo após a aprovação da chamada PEC (Proposta de Emenda à Constituição) emergencial, que lançará as bases legais para a recriação da ajuda emergencial.

O valor de R$ 250 mensais, já anunciado por Bolsonaro durante uma de suas lives semanais, será pago à maior parte dos beneficiários. Apenas dois grupos terão valores diferentes: famílias formadas por uma só pessoa terão direito a R$ 150, enquanto as mulheres que são as únicas provedoras de seus lares vão receber R$ 375.

As cotas variáveis foram uma das saídas encontradas pelo governo para otimizar os gastos com o auxílio emergencial. Foi com esse mesmo objetivo que o governo também decidiu limitar o pagamento do auxílio a uma pessoa por família — uma mudança significativa em relação à rodada de 2020, quando até dois integrantes da mesma família podiam ser contemplados.

Com informações do UOL

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Roger Siqueira
Carregar Mais Em Brasil

Leia Também

Bolsonaro tenta pegar voo comercial e acaba hostilizado : “FORA BOLSONARO, GENOCIDA DO [email protected]@LH0!”

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) passou mal ao entrar de surpresa em um vôo comer…