Chegou o Pride Bank, o banco digital dos LGBTI+

103

O Pride Bank, o primeiro banco digital LGBTI+ do mundo, iniciou suas atividades na madrugada de hoje. Juntamente com ele nasceu o Instituto Pride, que irá receber 5% da receita da instituição e reverter em apoio a causas sociais relevantes para a comunidade LGBTI+ brasileira.

O Pride Bank começou a funcionar com serviços de conta corrente digital, como transferências, TEDs, boletos, pagamentos de contas e impostos, e cartão de crédito pré-pago.

Chegou o Pride Bank, o banco digital dos LGBTI+
Chegou o Pride Bank, o banco digital dos LGBTI+

Inicialmente estará disponível em modo BETA, ou seja, apenas convidados poderão operar suas contas digitais no primeiro momento, mas qualquer pessoa interessada já possa solicitar a abertura de sua conta digital desde o primeiro dia.

Um ponto importante é que os correntistas, chamados de Priders, poderão colocar seus nomes sociais no cartão.

“A ideia do Pride Bank surgiu da vontade de criarmos um serviço que não discrimine, não diferencie pessoas por sua orientação sexual, identidade de gênero ou qualquer diferença e, mais do que isso, que festeje essas diferenças, respeitando todas as pessoas LGBTI+ e seus aliados”, declarou o CEO, Marcio Orlandi Junior.

Durante o período de BETA, a cada conta digital aberta e ativada, o Pride Bank irá doar R$ 5 adicionais para as causas sociais selecionadas.

Chegou o Pride Bank, o banco digital dos LGBTI+
Chegou o Pride Bank, o banco digital dos LGBTI+

Fonte : Uol

Comentários