Governo do Amazonas pede ajuda ao governo federal para reforçar segurança - No Amazonas é Assim
Nos Siga nas Redes Sociais
Manaus, AM, Sexta-Feira, 23 de Fevereiro de 2024

Política

Governo do Amazonas pede ajuda ao governo federal para reforçar segurança

Publicado

no

Após a rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus, que durou mais de 17 horas, o governo do Amazonas pediu a ajuda do governo federal para deflagrar ações de combate ao narcotráfico e reforçar a segurança das unidades prisionais estaduais.

O ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, viajará ainda hoje (2) para a capital amazonense, onde se reunirá com o governador José Melo para avaliar a situação, após à repercussão do caso, que já é considerado o terceiro episódio mais sangrento da história do sistema prisional brasileiro.

LEIA TAMBÉM  Jornalista sofre ataque após divulgar que deputado além de ser um dos mais faltosos, gasta que só !

Segundo secretário estadual de Segurança Pública, Sérgio Fontes, o motim é mais um episódio da guerra entre facções criminosas que disputam o controle das atividades ilícitas na região, que o objetivo dos integrantes da organização Família do Norte (FDN) ao trocar tiros com policiais militares, render os agentes penitenciários e ocupar os pavilhões da unidade prisional era matar os internos ligados à facção rival, o Primeiro Comando da Capital (PCC).

Alexandre de Moraes, novo ministro da Justiça e Cidadania

Alexandre de Moraes, novo ministro da Justiça e Cidadania

O saldo até o momento somam, 60 mortes, informou o secretário, contraria as informações preliminares da Polícia Militar (PM), que chegou a divulgar à imprensa local que pelo menos 80 presos foram mortos. A rebelião no Compaj só é superada em número de mortos pelo chamado Massacre do Carandiru, no qual 111 detentos foram mortos, em 1992.

LEIA TAMBÉM  Roberto Cidade comemora 66 anos de Tapauá, neste final de semana

As autoridades estaduais pretendem investigar a entrada no presídio das armas usadas pelos presos e se há vínculo entre a rebelião no Compaj e a fuga de 87 presos do Instituto Penal Antônio Trindade (IPAT), ocorrida poucas horas antes do início do motim. A prioridade a transferência dos assassinos, e manter a ordem nas demais unidades prisionais do Amazonas.

Imagem : Secretaria de Segurança do Governo do Amazonas

Imagem : Secretaria de Segurança do Governo do Amazonas

Deixe seu comentário aqui embaixo 👇…
Publicidade
Confira as últimas notícias do TCE-AM
LEIA TAMBÉM  Feclam 2023 terá oficinas e palestras sobre processo legislativo, sistema eleitoral e mobilização política digital

Siga o canal

Sou o idealizador do No Amazonas é Assim e um apaixonado pela nossa terra. Atualmente, participo de diversas ações e discussões na área de cultura, comunicação digital, turismo e empreendedorismo, além de ações sociais.

Curta a gente no Facebook

Bora Falar de Direito?

Confira as dicas de direito

Prefeitura de Manaus

Últimas notícias da Prefeitura de Manaus

Governo do Amazonas

Últimas notícias do Governo do AM

Tribunal de Contas do Amazonas

Últimas Notícias do TCE-AM

Águas de Manaus

Últimas notícias da Águas de Manaus

Assembleia Legislativa do AM

Últimas notícias da ALE-AM

Câmara Municipal de Manaus

Acompanhe nossas transmissões

Entre em nosso Grupo no Whatsapp

Participe do nosso grupo no Whatsapp

Últimas Atualizações