Menino de 12 anos que gosta de ler é insultado racialmente e internautas compram a briga! - No Amazonas é Assim
Nos Siga nas Redes Sociais
Manaus, AM, Quarta-Feira, 28 de Fevereiro de 2024

Curiosidades

Menino de 12 anos que gosta de ler é insultado racialmente e internautas compram a briga!

Publicado

no

Um menino de 12 anos, chamado Adriel, foi brutalmente insultado na sua conta do Instagram com ataques racistas e até mesmo “gordofóbicos”, embora a palavra “gordofobia” não exista no dicionário.

Adriel tem apenas 12 anos, mas é um amante da literatura e tem um Instagram dedicado a comentar sobre suas obras favoritas e incentivar seus seguidores a adotarem o hábito da leitura. Residente em Salvador, na Bahia, a bio de Adriel no Instagram diz que ele é um admirador da cultura geek/nerd e ama séries, filmes e livros.

Ainda que seja apenas uma criança compartilhando seu amor pelos livros, Adriel foi vítima de comentários racistas na noite de ontem (27) no Instagram. Através de mensagem privada, Adriel recebeu as seguintes palavras de um internauta: “Porco gordo. Eu achava que Preto era pra ta cavando mina nao lendo. Para de se trouxa e volta para a sua realidade seu merda. Voce foi criado para ser preto e pobre”.

Criança de 12 anos que fala sobre livros na internet é alvo de comentários racistas; ajude-o seguindo!

Criança de 12 anos que fala sobre livros na internet é alvo de comentários racistas; ajude-o seguindo!

As mensagens tornaram-se de conhecimento da mãe de Adriel, que monitora o perfil do seu filho, como informa a bio da criança. O print das mensagens foi postado nos stories de Adriel, com a seguida resposta ao agressor: “Em pleno século 21 pessoas ainda são racistas? Atualizem-se. Insultos acabam com psicológico de pessoas fracas, esses tipo de coisa não me abala em nenhum ponto. ALIÁS, tenho orgulho de ser negro”. Além da respostas aos ataques racistas, Adriel ainda comentou sobre os erros de escrita do agressor: “Aprende a escrever, cara. Isso não é um insulto, e sim um conselho”.

LEIA TAMBÉM  Quais são os maiores salários mínimos da Europa?

O caso repercutiu e foi compartilhado por vários perfis, a fim de ajudar Adriel a esquecer os ataques racistas e incentiva-lo a continuar com seu trabalho. Adriel apareceu nos stories e gravou uma série de vídeos agradecendo a todos que estavam lhe seguindo, além de informar que estava recebendo muitas mensagens privadas, e que tentaria responder todas.

Adriel / Reprodução Instagram

“Tem várias pessoas me mandando mensagens de carinho, e são tantas, que eu nem tô conseguindo responder. Eu não achei que esse caso ia repercutir tanto. Eu prometo responder todos. Ainda existem pessoas que podem salvar esse mundo”, disse Adriel, numa série de vídeos.

LEIA TAMBÉM  Inglesa morre de 'velhice' aos 18 anos devido a distúrbio raro

Adriel possuía menos de 300 seguidores antes do caso acontecer. Agora, até o presente momento em que essa matéria foi escrita, Adriel já conta está chegando a 300 mil seguidores. Ajude Adriel a continuar realizando seu projeto e siga-o no Instagram clicando aqui.

Deixe seu comentário aqui embaixo 👇…

Sou o idealizador do No Amazonas é Assim e um apaixonado pela nossa terra. Atualmente, participo de diversas ações e discussões na área de cultura, comunicação digital, turismo e empreendedorismo, além de ações sociais.

Curta a gente no Facebook

Bora Falar de Direito?

Confira as dicas de direito

Prefeitura de Manaus

Últimas notícias da Prefeitura de Manaus

Governo do Amazonas

Últimas notícias do Governo do AM

Tribunal de Contas do Amazonas

Últimas Notícias do TCE-AM

Águas de Manaus

Últimas notícias da Águas de Manaus

Assembleia Legislativa do AM

Últimas notícias da ALE-AM

Câmara Municipal de Manaus

Acompanhe nossas transmissões

Entre em nosso Grupo no Whatsapp

Participe do nosso grupo no Whatsapp

Últimas Atualizações