Mochileira conta como conheceu Santarém, Alter do Chão, Manaus e Presidente Figueiredo só com o valor de um auxílio emergencial em 15 dias! - No Amazonas é Assim
Nos Siga nas Redes Sociais
Manaus, AM, sábado, 25 de maio de 2024

Curiosidades

Mochileira conta como conheceu Santarém, Alter do Chão, Manaus e Presidente Figueiredo só com o valor de um auxílio emergencial em 15 dias!

Publicado

no

A jovem Luana Ribeiro, contou em sua conta do Facebook a sua fantástica viagem feita no final de 2019 conhecendo os principais cartões postais de Santarém, Alter do Chão, Manaus e Presidente Figueiredo com apenas r$ 600 o mesmo valor de um auxílio emergencial pago pelo Governo Federal em 2020. O passeio durou 15 dias e ela se encantou ainda mais com as belezas da Amazônia.

Vale lembrar que a jovem saiu de Macapá – AP e desfrutou de passeios de barcos, lanchas, ônibus, carona até o destino final. Confira

Sai de Macapá até Santarém de navio, são quase 2 dias de viagem. A passagem custa R$170,00 com alimentação inclusa, mas consegui a gratuidade com ID JOVEM, paguei um valor simbólico de R$ 50,00 que foi da alimentação.

Chegando em Santarém, conseguimos um anfitrião através do Couchsurfing, fiquei uma noite. Ja que no dia seguinte iria pra Alter do Chão.

Santarém é tem um dos pôr do sol mais lindos que ja vi, achei a cidade organizada e tranquila, é possivel fazer uma caminhada pela orla da cidade e conhecer alguns museus e igrejas. Na beira mesmo é possível ver o encontro das águas do Rio Tapajós com o Rio Amazonas. Entrei PF de R$ 5,00 com uma comida muito boa. Sonho de qualquer mochileiro.

Publicidade
Entre no nosso grupo de Whatsapp

No dia seguinte, seguimos pra as praias vizinhas de Santarém, existam diversas praias, a mais conhecida é Alter do Chão. Porém, fui na época de cheia, então, o nível do Rio Tapajós é grande, assim, deixa as praias submersas, porém, contínua lindas.

Com o anfitrião, conhecemos algumas praias com praia de Aramanaí e praia do Pindobal.

No final do dia, chegamos em Alter do Chão, que fica numa vila bem próxima de Santarém. Lá ficamos num hostel que tinha redario, e a dia é R$ 15,00, mas, se tem uma coisa que mochileiro sabe fazer bem é chorar desconto, então, o dono acabou fazendo por R$ 10,00.

Fizemos um passeio pela floresta encontrada que custa R$ 30,00 a canoa, dar pra levar até 4 pessoas. Saindo da vila de Alter, esse passeio é uns 60 reais por pessoa, então, resolvemos ir caminhando até o porto de onde sai a canoa, acredito que seja uns 4km da vila de Alter. Esse passeio, só é possível fazer durante a época de cheia em Alter, vale muito a pena, pq é lindo.

Alter em época de cheia, não tem muita coisa pra se fazer, mas lindo. Não sei se eu sou pé frio, mas, dos dias que fiquei la, não consegui ver o pôr do sol todos os dias, ficavam nublados ☹. Conseguimos achar um PF de R$ 5,00, basta procurar longe da praça da vila.

Depois de 3 dias, voltamos pra Santarém de ônibus, que passa a cada 30 min, e a passagem custa menos de R$ 4,00.

Publicidade
Entre no nosso grupo de Whatsapp

Chegando em Santarém, conseguimos outro anfitrião, fomos comprar a passagem de navio para Manaus, consegui ID JOVEM, a passagem normal custa R$ 150,00 sem alimentação inclusa, dentro do navio vende PF de R$ 15,00 e café da manhã por R$ 5,00. Recomendo comprar comida antes de embarcar no navio.

A viagem de Santarém até Manaus dura 48h, acredito que todo mundo precisa ter uma experiência dessas, a paisagem é surreal.

Chegando em Manaus, ficamos na casa de uma anfitriã do CS, achei as coisas em Manaus bem mais baratas que em Alter do Chão. Manaus é gigante, porém, achei o centro da cidade bem limpo, comparada com algumas outras metrópoles.

Em Manaus, conheci o Teatro Amazonas a entrada custa R$ 20,00 inteira, o mercado Municipal (entrada 0800) e o Musa-Museu da Amazônia a entrada custa R$ 30,00. (Achei caro).

Seguimos pra PRESIDENTE FIGUEIREDO, o lugar que eu estava mais ansiosa pra conhecer. Todos os dias sai ônibus da rodoviária de Manaus em direção a P.F., a passagem custa R$ 30,00. Eu recomendo ficar no mínimo 4 dias nessa cidade, porque tem muuuuuuita cachoeira legal.

De início, não tinhamos onde ficar em PF, e iriamos acampar por lá, so que um anjo chamado Lua apareceu em nossas vidas, e disponibilizou a casa de uma tia dela que morava la. Então, tinhamos casa e carro a nossa disposição. (Sempre digo que existem mais pessoas boas que ruins nesse mundo).

Publicidade
Entre no nosso grupo de Whatsapp

A maioria das cachoeiras são pagas em Presidente Figueiredo, são em torno de 5 a 20 reais. Mas, VALE MUUUUUUITO A PENA CONHECER ELAS.

Existem umas mais conhecidas que as outras.

A gruta da judeia, é bem famosinha e linda! Só é possível entrar com guia. Eles cobram R$ 100,00 por até 5 pessoas, passando disso, é 20 reais por pessoa. Então, recomendo juntar uma galera e ir.

A cachoeira da Iracema custa 10 reais entrada.

O lago azul, custa 10 reais, mas chorando o dono deixou por 5 reais.

A corredeira de uburui é grátis, bom pra tomar banho, só tomar cuidado com a correnteza

Publicidade
Entre no nosso grupo de Whatsapp

No resto, vá a AMAZÔNIA, pelo menos uma vez na vida.

Meu ig: https://www.instagram.com/luanacsrib/

LEIA TAMBÉM  Mulher vai parar em hospital com cobra presa na orelha

Deixe seu comentário aqui embaixo 👇…

Sou o idealizador do No Amazonas é Assim e um apaixonado pela nossa terra. Gravo vídeos sobre cultura, comunicação digital, turismo e empreendedorismo além de políticas públicas.

Notícias da ALE-AM

Lendas Amazônicas, Urbanas e Folclóricas!

Curta a gente no Facebook

Bora Falar de Direito?

Confira as dicas de direito

Prefeitura de Manaus

Últimas notícias da Prefeitura de Manaus

Governo do Amazonas

Últimas notícias do Governo do AM

Tribunal de Contas do Amazonas

Últimas Notícias do TCE-AM

Assembleia Legislativa do AM

Últimas notícias da ALE-AM

Entre em nosso Grupo no Whatsapp

Participe do nosso grupo no Whatsapp

Últimas Atualizações