Home Notícias Brasil Morre mulher trans que teve corpo queimado por adolescente em Recife

Morre mulher trans que teve corpo queimado por adolescente em Recife

3 minutos tu consegue ler tudo sem se agoniar
345

Morreu, nesta sexta-feira (9/7), no Hospital da Restauração (HR), na área central do Recife, Roberta da Silva, a mulher trans que teve 40% do corpo queimado por um adolescente, no Centro, em 24 de junho. O óbito ocorreu às 9h, segundo a assessoria de comunicação da unidade de saúde.

Morre mulher trans que teve corpo queimado por adolescente em Recife – Imagem: Divulgação

Ainda de acordo com o HR, Roberta da Silva teve falência respiratória e renal. O quadro de saúde dela se agravou nas últimas horas. A equipe médica da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) realizou hemodiálise, mas a paciente não reagiu.

Antes disso, ela teve um braço completamente amputado e parte do outro devido à gravidade dos ferimentos. Inicialmente, a informação era de que ela tinha 33 anos, mas o hospital afirmou, nesta sexta, que ela tinha 32, segundo documentos.

O ataque contra Roberta ocorreu quando ela, que morava nas ruas do Centro do Recife, dormia perto do Terminal de Ônibus do Cais de Santa Rita, segundo relato da vítima aos médicos. Um adolescente teria jogado álcool e ateado fogo nela. Ele foi apreendido em flagrante pelo crime.

A família de Roberta ainda não pretendia se manifestou sobre a morte por enquanto.

O prefeito do Recife, João Campos (PSB), a codeputada estadual do mandato coletivo Juntas Robeyoncé Lima (PSOL), a vereadora Liana Cirne (PT), entre outros, lamentaram a morte de Roberta.

Cirurgias

Roberta da Silva passou por várias cirurgias ao longo de 15 dias de internação. Primeiro, teve o braço esquerdo amputado, em 26 de junho. Mesmo com os cuidados, teve necrose progressiva e, quatro dias após a primeira intervenção, os médicos removeram parte do braço direito, preservando apenas um pedaço acima do cotovelo.

No dia 5 de julho, a situação de Roberta voltou a se agravar. Levada para a unidade de Terapia Intensiva (UTI), a vítima teve que ser intubada.

O médico Marcos Barreto, chefe da Unidade de Queimados do HR, afirmou, durante o tratamento, que Roberta teve queimaduras na cabeça, além de lesões graves em várias partes do corpo.

A Polícia Civil autuou o adolescente flagrado após o crime. Ele foi para uma instituição para jovens infratores.

Em nota, o governo de Pernambuco afirmou que prestava “respeito e solidariedade à família, amigas e amigos de Roberta e a toda a comunidade LGBT”.

“Roberta era assistida pelos programas Atitude e recebia o Benefício de Prestação Continuada (BPC). Neste momento a família recebe apoio e amparo da Coordenadoria LGBT do Estado e da Secretaria de Assistência Social do município do Recife”, informou em nota.

O adolescente de 17 anos apreendido por ato infracional análogo a tentativa de homicídio qualificado contra Roberta cumpre internação provisória na Funase, onde aguarda sentença.

Mulher trans que teve o corpo queimado por adolescente tem dois braços amputados – Imagem: Divulgação
Comentários com Facebook

Carregar Mais Artigos Parecidos
Carregar Mais De Jussara Melo
Carregar Mais Em Brasil
Comentários Fechados

Espia Esse Aqui

Menino de 8 anos pede ao papai Noel um coração novo e recebe o transplante.

O pequeno Gladson Garcia Silva, de 8 anos, em um leito no Hospital Albert Einstein, pediu …