Home Notícias Internacional Vídeo: Nave Espacial Vulva é a primeira a combater o machismo no design das naves espaciais

Vídeo: Nave Espacial Vulva é a primeira a combater o machismo no design das naves espaciais

2 minutos o tempo de leitura
93

Você já reparou como as naves espaciais parecem um orgão sexual masculino? Não? Provavelmente porque você nunca entrou a fundo na questão de gênero ou discussões entre machismo e feminismo. E é justamente para combater o machismo na corrida espacial que uma empresa alemã – a startup WBF Aeronautics – levou isso a sério e desenvolveu um design mais feminista de nave espacial, a fim de desafiar o status quo falocêntrico da indústria.

A nave – literalmente chamada “Vulva Spaceship” – tem a forma da vulva, a parte mais externa da região íntima das mulheres. O projeto veio a partir de uma colaboração da Dra. Lucia Hartmann, líder da WBF; e o coletivo feminista alemão Wer Braucht Feminismus? (no português, “Quem Precisa do Feminismo?”.

Vídeo: Nave Espacial Vulva é lançada em missão e a primeira é combater o machismo no design das naves espaciais
Vídeo: Nave Espacial Vulva é lançada em missão e a primeira é combater o machismo no design das naves espaciais

Segundo os criadores, o design feminista da “Vulva Spaceship” é “surpreendentemente aerodinâmico” e enfrentaria menos resistência durante uma eventual navegação pela atmosfera. Seu corpo feito em fibra de carbono o tornaria, ao mesmo tempo, resistente a extremos de temperatura e eficiente na conservação de combustível, por ser feita de uma liga mais leve que o aço.

“O espaço é para todos. Com a nossa missão, queremos provar para o mundo que a igualdade de gênero também tem um lugar de discussão mesmo no espaço. Nós não estamos somente inspirando a viagem pelo espaço, mas também estamos reescrevendo a narrativa de gênero”, disse Jasmin Mittag, fundadora do Wer Braucht Feminismus e gerente de campanha para a Vulva Spaceship.

A WBF Aeronautics, que nasceu como uma subsidiária do coletivo, está agora coletando assinaturas (via Change.org) para incentivar a agência espacial europeia (ESA) a abraçar o design feminista e construir a nave em grande escala. Considerando como a agência disse, recentemente, querer levantar um veículo de transporte próprio para depender menos de fornecedores terceirizados (como a Rússia, com o Soyuz), o timing da ideia parece ser muito bem colocado.

Comentários com Facebook
Carregar Mais Artigos Parecidos
Carregar Mais De Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Internacional

Deixe um comentário

Espia Esse Aqui

Vencedora do reality “A Batalha dos Piores Cozinheiros” é condenada por espancar até a morte sua filha adotiva

Um crime chocou o mundo dos famosos após a vencedora do reality show culinário ‘Worst Cook…