20 anos da Google: Conheça a história da empresa que hoje é o chefe da internet

149

O Google completou 20 anos de história em setembro do ano passado e, com um valor de mercado na casa dos US$ 120 bilhões, parece cada vez mais disposto a investir no futuro promissor da tecnologia. Atualmente controlada pela Alphabet, a empresa já teve momentos de dificuldade financeira, porém hoje possui um completo portfólio de serviços que servem como prova do sucesso comercial no mercado da internet.

© Thomas Peter / Reuters
© Thomas Peter / Reuters

Larry Page e Sergey Brin se conheceram na Universidade de Stanford, no Estados Unidos, e, após realizarem algumas pesquisas e trabalhos juntos, decidiram criar o Google em 4 de setembro de 1998. A ideia surgiu como um trabalho realizado na universidade sobre mecanismos de buscas na internet, algo pouco explorado na época. No entanto, o conceito só saiu do papel após a entrada de Andy Bechtolsheim, o primeiro investidor financeiro que a empresa teve.

Com a sede sendo a garagem de uma amiga dos fundadores, a empresa iniciou atividades para rivalizar com algumas gigantes do mercado na época, como a Yahoo e o MSN. E o resultado foi positivo, já que o buscador foi amplamente acessado, justamente por funcionar de maneira mais leve e eficiente que os rivais. Além disso, o portal da Google não continha propaganda, algo que conquistou os usuários. Os dois criadores, inclusive, tinham um artigo publicado sobre como a propaganda poderia atrapalhar na navegação de um site.

O crescimento do Google foi meteórico e novos investidores estavam oferecendo oportunidades para se juntarem ao negócio. Em junho de 1999, com a empresa tendo menos de um ano, recebeu um aporte financeiro no valor de US$ 25 milhões  da Sequoia Capital e também da Kleiner Perkins. Um investimento que fez a empresa conseguir prestar serviços sem precisar apelar para propagandas, algo comum na época.

Após isso, o Google tomou o caminho que chegou até o que é hoje. Com uma tecnologia acima das rivais, o buscador se transformou no site mais visitado na maioria dos países. Além disso, hoje ainda oferece serviços de email, imagens, mapas e até dicas de onde ir e como ir. A ideia da empresa, que no início era apenas um buscador, se transformou em uma realidade gigante, hoje a terceira maior do mundo.

De quase vendido ao chefão da internet

Apesar de parecer um conto de fadas, a história do Google também possui alguns pontos de crise e outras curiosidades. Por conta da falta de recursos financeiros, em 1999, a empresa precisou tomar decisões importantes, antes de aceitar o aporte financeiro de US$ 25 milhões. Com muitos acessos e a necessidade de se atualizar, os fundadores começaram a receber ofertas. Uma ação comum no mercado privado, onde empresas maiores compram para investir ou então para encerrar uma possível concorrência.

O Instagram, por exemplo, foi adquirido pelo Facebook em 2012, após a empresa de Mark Zuckerberg perder espaço nas redes sociais. Em 1999, isso aconteceu com o Google. A empresa quase foi vendida para a Excite por meros US$ 750 mil, como mostra um infográfico produzido pela Betway Casino . No entanto, a possível compradora se recusou pagar esse valor numa empresa que eles não viam tanto futuro. Um erro marcante e que deve causar arrependimentos até hoje. O resultado foi o Google se transformar em uma compradora de pequenos, como fez com o Youtube e com a Earth Viewer, que depois se transformaria no Google Earth .

Nos anos 2000, o Google ganhou a fama de ser uma empresa jovem e descolada, com um ambiente de trabalho diferenciado. Essa ideia se somou com o sucesso do buscador e fez do Google uma companhia gigante na internet e com a fama de ser a casa das boas e novas ideias. Com isso, a empresa ganhou a fama de “chefão” da internet.

Muitas startups e programadores produzem conteúdo  ou novos conceitos com a intenção de serem serviços comprados pelo Google, seja para ficarem ricos ou então como forma de expandir mundialmente tal serviço. Além dos já citados Youtube e Google Earth, outros serviços como o Deja.com, que se transformou no Google Groups, também foram anexados.

A Google acabou criando a Alphabet Inc., que é a holding do conglomerado de todas as empresas e serviços que a companhia possui. Desta forma, todo o departamento, que cresceu muito desde 1998, pode ter uma organização empresarial mais organizada. Até hoje, o Google tem como princípio buscar, e até auxiliar, no crescimento de pequenas empresas.

Google Developers e a busca por startups Na comemoração dos 20 anos da empresa, a Google fez um anúncio de grande importância para o Brasil. Ela realizou um acordo de parceria com ACE Startups, uma empresa brasileira de aceleradoras de startups. Além de ser um panorama otimista quanto ao futuro do país nesta área, também é uma amostra de qual o caminho que a Google busca para o futuro.

O acordo foi realizado pelo programa Google Developers Launchpad, um ramo da empresa que tem como objetivo conhecer, investir e associar pequenas e médias empresas com o Google. A busca por novos serviços e produtos, algo que fez o Google ser quem é hoje, se tornou um verdadeiro investimento positivo para a empresa. Por mais que nem toda se torne um sucesso absoluto, basta algumas poucas para tudo fazer sentido, seja financeiro ou então tecnológico.

Hoje, valendo mais de US$ 120 bilhões, o Google é vista como uma das empresas responsáveis por ditar o futuro da tecnologia do mundo. Seja com a ideia de carros autônomos, a responsabilidade quanto a privacidade de dados ou novas tecnologias para celulares e computadores, a jovem empresa é quem move o mundo da internet.

Comentários