Cem Anos de Solidão | Clássico da literatura mundial vira série da Netflix

76

O romance “Cem anos de Solidão”, de Gabriel Garcia Marques, será adaptado para uma série original em língua espanhola, pela Netflix. A plataforma de streaming finalmente conseguiu adquiriu os direitos autorais para exibir a história, que promete ser uma das mais brilhantes deste ano. Os filhos do prestigiado escritor, Rodrigo Garcia e Gonzalo García Barcha, assinam a produção executiva da obra-prima.

‘Cem Anos de Solidão’, máxima referência na obra de García Márquez, foi disputada por cineastas e produtores  durante muito tempo, porém, o autor relutou em vender os direitos de imagem por acreditar que a rica narrativa se perderia na tela grande.  “Durante décadas nosso pai relutou em vender os direitos de filmagem porque acreditava que não poderia ser feito sob as limitações de tempo de um longa-metragem, ou que produzi-lo em um idioma diferente do espanhol não faria justiça a ele. Mas na era de ouro atual da série, com o nível de escrita e direção talentosa, a qualidade cinematográfica do conteúdo e a aceitação pelo público mundial de programas em línguas estrangeiras, o tempo não poderia ser melhor para trazer uma adaptação para a extraordinária audiência global que a Netflix oferece. Estamos empolgados em apoiar a Netflix e os cineastas neste empreendimento e ansiosos para ver o produto final”, disse Rodrigo Garcia, em comunicado.

O idioma espanhol foi uma exigência deixada pelo Nobel (falecido em 2014), embora a plataforma tenha demonstrado interesse por esse idioma após os sucessos de Narcos e Roma. A produção será ambientada na Colômbia, país de origem do escritor, e o elenco reunirá somente atores latino-americanos. “Sabemos que será mágica e importante para a Colômbia e a América Latina, mas o romance é universal”, declarou o vice-presidente de produções em espanhol da Netflix, Francisco Ramos, ao The New York Times.

“Cem Anos de Solidão” foi publicado em 1967. Com traduções para 46 idiomas, está na marca de 50 milhões de exemplares vendidos no mundo. Em 1982, Gabriel Garcia Marques recebeu da Academia Sueca o Nobel de Literatura pela obra, considerada um dos trabalhos mais importantes do século 20.

A história dos Buendía, habitantes do povoado de Macondo, é uma saga imortal que resume a identidade política, econômica e social da América Latina, contada através da árvore genealógica de uma família. Arte através da escrita é o que deixou o colombiano Gabriel García Márquez em sua obra-prima, um presente para os leitores do mundo inteiro que nunca terminam de decifrar suas mensagens tão atuais.

Foto : / Reprodução Facebook Gabriel Garcia Marques
Foto : / Reprodução Facebook Gabriel Garcia Marques

Comentários