Exposição fotográfica ‘Loquaz’ segue até 30 de junho, no Palácio da Justiça

99

A exposição fotográfica “Loquaz”, que homenageia as mulheres e reúne trabalhos de 26 fotógrafas da Região Norte, segue aberta até o dia 30 de junho para visitação na sala desembargador Sá Peixoto, no Palácio da Justiça, localizado na avenida Eduardo Ribeiro, no Centro. A mostra é composta por registros inéditos que refletem a eloquência da força da mulher contemporânea.

Foto: Janailton Falcão/Maobee
Foto: Janailton Falcão/Maobee

Sob a curadoria do renomado fotógrafo Michell Mello e realizada pelo Núcleo de Fotografia e Vídeo do Amazonas (NFVA), da Secretaria de Estado de Cultura do Amazonas (SEC), a exposição conta com sequência de imagens que retrata mães, esportistas, indígenas, religiosas em busca de direitos sociais, do sustento próprio e da sua família.

Fotógrafa há sete anos, Selma Maia possui duas obras na Loquaz. Em uma delas, retrata o embate da mulher com uma ‘corrente’ de policiais. “Essa minha fotografia foi num evento política na avenida Eduardo Ribeiro. Havia segurança policial por conta do receio de conflitos. Essa artista veio descendo a avenida e acabei fazendo a sequência fotográfica desses momentos, porque tive em mente o contraste da força masculina e policial, com uma mulher, que está achando que pode encarar esse ‘paredão’”, explicou.

Foto: Janailton Falcão/Maobee
Foto: Janailton Falcão/Maobee

Além de Selma, a mostra conta com obras das fotógrafas Adriana de Lima, Anne Lucy, Caroline Lins, Caroline Moraes, Chris Gouvea, Cláudia Higuchi, Dani Cruz, Dhyenefer Rodrigues, Eliude Santana, Ellen Gatto, Fê Ribeiro, Gisele Gomes, Graça Gil, Ione Moreno, Iza Santos, Kamila Aparício, Larissa Pedroso, Lilian Pires, Maria Yole, Mariana Rebouças, Paula Moraes, Ruth Jucá, Sandy Takahashi, Sara Rangel e Simone Brandão.

Foto: Janailton Falcão/Maobee
Foto: Janailton Falcão/Maobee

“Por ser uma exposição com mulheres, ressalto que estamos ganhando espaço, mas não só isso. Esse espaço, quando é dado a nós, é observado o aprimoramento, o conhecimento das profissionais, é por mérito e reconhecimento. Aqui na Loquaz, temos fotógrafas premiadas por vários anos em determinados segmentos, e é um privilégio para nós ganhar esse espaço”, avaliou Selma.

Foto: Janailton Falcão/Maobee
Foto: Janailton Falcão/Maobee

Iniciada no dia 8 de março, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, a exposição fotográfica Loquaz segue até o dia 30 de junho. A visitação pode ser feita de terça a sábado, das 9h às 17h; e aos domingos, das 9h às 14h, na sala desembargador Sá Peixoto, no Palácio da Justiça, localizado na avenida Eduardo Ribeiro, no Centro.

*Com informações de assessoria

Comentários