Home Regionalismo Agenda Cultural Casarão de Ideias recebe a exposição ‘Pelo Direito de Existir’, com imagens do cotidiano indígena em meio a pandemia

Casarão de Ideias recebe a exposição ‘Pelo Direito de Existir’, com imagens do cotidiano indígena em meio a pandemia

2 minutos lido
32
Foto Divulgação

A mostra, que conta com momentos da vacinação contra a Covid-19 de povos das regiões do Rio Juruá e Médio Solimões, pode ser conferida presencialmente ou em 360 graus no site do Casarão de Ideias

A partir desta quarta-feira (14), o Casarão de Ideias, espaço de fomento cultural no Amazonas, localizado na Rua Barroso, 279, Centro, zona sul de Manaus, passa abrigar a exposição fotográfica ‘Pelo Direito de Existir’, que propõe um olhar diferenciado sobre as adaptações no modo de vida dos povos indígenas em um contexto de pandemia.

Os registros foram capturados pelo enfermeiro Jones Carvalho e apresentam um recorte narrativo do histórico momento da vacinação contra o novo coronavírus (Covid-19) em povos originários residentes na região do Rio Juruá e do Médio Rio Solimões e seus afluentes, na Amazônia Brasileira.

 

Foto Divulgação

“A exposição do Jones Carvalho vai ao encontro da proposta do Casarão de Ideias, que é sempre valorizar a vida e história desses povos que estão aqui muito antes da colonização e que, por vezes, são desvalorizados. Queremos, com essa mostra, dar visibilidade aos indígenas e seu modo de vida em pleno Século 21, durante a pandemia do novo coronavírus”, comenta João Fernandes, diretor do espaço cultural.

Ainda conforme Fernandes, nas imagens, é possível observar fragmentos da rotina de povos das etnias Kanamari, Kulina, Deni, Mayoruna e Katukina, que têm encarado com receio os riscos decorrentes da pandemia ocasionada pelo novo coronavírus.

A exposição revela, ainda, um caráter sensível ao possibilitar a expressão da arte fotográfica sob a ótica de um profissional de saúde, que vivencia na prática os desafios desse ofício. Além disso, a mostra fomenta reflexões quanto à relevância da autoafirmação das conquistas dos povos indígenas, os quais, historicamente, sofrem tentativas de marginalização e perda de direitos.

“Acreditamos que esta é uma grande oportunidade de conferir a vivência desses povos que resistem ao tempo e preservam a sua cultura, seus costumes e são símbolo de resistência e força”, finaliza Fernandes, lembrando que a exposição ficar em cartaz até o dia 14 de maio, de quarta a domingo, sempre das 15h às 20h, e pode ser conferida também em 360 graus no site do Casarão de Ideias (casaraodeideias.com.br).

Foto Divulgação

Vale ressaltar que a exposição foi contemplada pelo Prêmio Feliciano Lana, anunciado em novembro de 2020, pelo governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa.

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Alessandro Nuñes
Carregar Mais Em Agenda Cultural

Leia Também

Polícia prende estudante que se passava por advogado para aplicar golpes em Manaus

A Polícia Civil do Amazonas prendeu, em flagrante, um estudante de Direito, de 45 anos, su…