Deputada propõe que ‘Teste do bracinho’ passe a ser obrigatório em crianças a partir dos 3 anos

83

Já ouviu falar no teste do bracinho? Com a mesma proposta do teste do pezinho e da orelhinha, é mais uma forma que previne doenças. No caso do teste do bracinho, ajuda a combater a hipertensão arterial infantil, doenças cardíacas, doenças renais e complicações renais, cardiológicas e em retina.

O projeto de lei 595/2019 de autoria da deputada estadual Joana Darc propõe que seja realizado o “Teste do Bracinho” em crianças a partir dos 3 anos de idade, e que o procedimento passe a fazer parte integrante do protocolo de consultas pediátricas regulares feitas pela rede pública de saúde do Estado do Amazonas.

O teste do bracinho é a aferição de pressão arterial em crianças a partir de três anos. Joana Darc quer que esse teste seja obrigatório nas consultas pediátricas em crianças atendidas pela rede pública e privada de saúde no estado. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 23% da população apresenta hipertensão arterial sistêmica. “A ideia do projeto de lei se dá pelo diagnóstico precoce que favorece o tratamento da hipertensão, principalmente quando detectado ainda na infância. Preventivamente nós queremos contribuir para que casos sejam detectados precocemente e que também possamos reduzir custos com a saúde, com tratamento, quando a pessoa futuramente possa vir a desenvolver hipertensão. Outro dado alarmante foi de que 4% da população com idade inferior a 8 anos apresenta a doença. Por isso estamos recomendando esse projeto de lei para que seja aprovado na Assembleia e sancionado pelo Governo, para que possamos prevenir e cuidar mais da saúde das nossas crianças e prevenir os futuros adultos”, explicou a parlamentar.

O exame

A aferição de pressão deverá ser realizada por médicos ou enfermeiros devidamente regulamentados, devendo ser utilizados os equipamentos e recursos humanos já disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS). Se alguma alteração for detectada, a criança deverá ser encaminhada para atendimento especializado e realização de exames complementares.

De acordo com o projeto, o Poder Executivo poderá realizar campanhas de conscientização sobre os problemas decorrentes de hipertensão infantil, em conjunto com as demais campanhas informativas relacionadas à saúde da criança.

A matéria está tramitando entre as Comissões da Assembleia Legislativa do Amazonas.

Deputada estadual Joana Darc / Foto : Divulgação
Deputada estadual Joana Darc / Foto : Divulgação

Comentários