O ciúme seria a motivação de morte do engenheiro da Ambev, segundo delegado

25698

Na manhã desta sexta-feira (4/10), durante entrevista no Jornal do Amazonas, da Rede Amazônica, o delegado titular do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Aldeney Goes, declarou que a possível motivação do crime seria ciúmes, pois os amigos estavam na casa de Alejandro Valeiko bebendo e usando drogas, de repente, teria iniciado uma discussão que evoluiu para uma briga generalizada, seguida de agressões com facas, culminando na morte de Flávio dos Santos.

Imagem: Reprodução

O crime ocorreu no domingo (29/9), onde o engenheiro Flávio teria sido agredido e retirado do local após a briga. O corpo foi encontrado na manhã de segunda-feira (30), dentro de um pequeno rio, no Tarumã.

Nos vídeos que foram divulgados na manhã desta sexta-feira, e que já estão sendo analisados pela Polícia Civil, mostram dois homens chegando ao condomínio – em um carro, às 22h14 do dia 29 de setembro. Minutos depois, o mesmo veículo deixa o local às 22h32. Dessa vez, o motorista está sozinho na parte dianteira do carro. Um outro homem aparece no banco de trás.

De acordo com informações da polícia, o PM Elizeu de Souza, que já está preso, teria conduzido o veículo. Souza trabalha no Gabinete Militar da Prefeitura de Manaus.

Mayc Vinicius Teixeira Parede, que também estava no carro conduzido pelo PM, se apresentou à Polícia Civil no início da tarde desta sexta-feira (4). Mayc chegou acompanhado de advogados para que o mandado de prisão preventiva expedito contra ele possa ser cumprido. Ele é o quinto suspeito de participar do homicídio do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos.

O carro que aparece no vídeo utilizado pela dupla é alugado pela prefeitura, foi apreendido e passou por perícia.

Confira vídeo:

Comentários