Casal comemora casamento dando jantar pra 160 pessoas carentes

316

Uma hist√≥ria bem curiosa ocorreu na cidade de Guarapari, no Esp√≠rito Santo no in√≠cio do ano. Os noivos¬†Ana Paula Meriguete e Victor Ribeiro, ap√≥s dois anos e meio de namoro decidiram se casar. Por√©m a surpresa maior foi quando eles resolveram fazer um jantar comemorativo a 160 pessoas carentes, entre crian√ßas e seus familiares, atendidas por a√ß√Ķes de apoio no Centro Social de Santa M√īnica.

Em entrevista à TV Gazeta, Ana Paula, de 23 anos, afirmou que:

‚ÄúA gente come√ßou a rezar para ver o que Deus queria de n√≥s. E, rezando, a gente foi tendo v√°rias confirma√ß√Ķes. N√£o foi mais uma a√ß√£o solid√°ria. Para mim, foi marcante do in√≠cio ao fim. Quando a primeira fam√≠lia entrou, a gente se emocionou bastante. E eu sei que foi muito importante e emocionante para eles tamb√©m. Abri m√£o de algo em troca da paz que Deus deixou no meu cora√ß√£o‚ÄĚ.

Victor, de 24, acrescentou:

‚ÄúDurante o jantar, as crian√ßas e at√© os pais delas vinham nos abra√ßar e dar os parab√©ns. A gente vivenciou aquilo realmente como a nossa festa de casamento. A gente recebe muito mais do que d√°. A gente saiu de l√° muito preenchido. Quando terminou o jantar, a gente olhou um para o outro e foi uma sensa√ß√£o de realiza√ß√£o. O sentimento √© de gratid√£o‚ÄĚ.

A inspiração veio durante uma Santa Missa em que se entoou “O meu Reino tem muito a dizer“, de J. Thomaz Filho e Frei Fabreti. Um trecho do canto, evocando o Evangelho de Lucas, recorda:

‚ÄúSe uma ceia quiseres propor / n√£o convide amigos, irm√£os e outros mais / Sai √† rua a procura de quem / n√£o puder recompensa te dar / que o teu gesto lembrado ser√° por Deus‚ÄĚ.

Se no come√ßo o casal encontrou resist√™ncia de amigos que achavam a ideia ‚Äúuma loucura‚ÄĚ, cada vez mais pessoas se prontificaram a ajud√°-los √† medida que o tempo passava e eles se sentiam inspirados pela iniciativa.

Victor comenta:

‚ÄúA gente come√ßou a somar for√ßas. Amigos levaram a m√ļsica ao vivo, uma empresa emprestou as cadeiras, outra emprestou as toalhas, a decora√ß√£o, levou volunt√°rios. Conseguimos pessoas para ajudar a preparar o jantar. No final, conseguimos algo muito melhor do que esper√°vamos‚ÄĚ.

E aí o que vocês acharam? Já pensou em fazer algo assim também?

Casal comemora casamento dando jantar pra 160 pessoas carentes

Coment√°rios