Home Notícias Amazonino não se lembra de ter vendido a Cosama.”Não me lembro”

Amazonino não se lembra de ter vendido a Cosama.”Não me lembro”

5 minutos tu lês tudo
583

Nesta quarta-feira (25/11), o candidato a prefeito de Manaus, Amazonino Mendes (Podemos), declarou que não lembra de ter vendido a Cosama. Assunto voltou à tona no debate da TV Norte/SBT, na manhã de hoje.

Amazonino não se lembra de ter vendido a Cosama.”Não me lembro” – Imagem: Divulgação

A venda da estatal foi realizada no governo de Amazonino Mendes, mas para o político de três mandatos na Prefeitura de Manaus, a privatização da empresa de água que era do Governo do Amazonas e foi o começo da solução dos problemas de abastecimento da capital.

A época, o edital foi aprovado às pressas e a empresa vendida por R$ 208 milhões. A Cosama, patrimônio do Estado, foi vendida por decisão do próprio governo estadual, mas o “pacote” (patrimônio, ações e concessão) por 20, 30 ou 45 anos tinha que ter a autorização da Câmara Municipal de Manaus. Porém o candidato a prefeito do Amazonas disse, ao vivo, ter esquecido. “Não vendi nada. Não me lembro. Houve licitação nacional”, falou Amazonino.

Os recursos provenientes da venda da Cosama, a princípio, seriam para um programa mínimo de investimento no abastecimento de água e esgotamento sanitário para alguns municípios do Amazonas, a remuneração da Prefeitura de Manaus pela outorga da concessão, bem como a realização de outros investimentos considerados prioritários pelo Governo do Estado.

Porém isso não ocorreu, na gestão do então governador Amazonino Mendes, logo sucedido no governo por Eduardo Braga o Estado conseguiu um empréstimo que corresponde a igual valor e está fazendo esse investimento.

Ou seja, mesmo com recurso para ser aplicado na melhoria do abastecimento de água e saneamento, o governador a época, Eduardo Braga, fez um empréstimo para pode fazer um trabalho que poderia ter sido realizado com o valor da venda da Cosama.

Segundo informações da época, Amazonino Mendes teria priorizado o pagamento da Paranapanema, da Mendes Júnior, da Andrade Gutierrez e do Banco Factor deixando de lado os problemas da população.

Em defesa do governo de Amazonino Mendes, o deputado Liberman Moreno (PHS) disse que da Cosama foi vendida apenas a concessão e não o patrimônio da empresa. Afirmou Liberman que essas denúncias poderiam ter sido feitas no momento em que Eduardo Braga assumiu o governo estadual e não agora. Amazonino Mendes na época após a privatização teve a oportunidade de realizar e melhorar o sistema de água e nada fez.

Durante o debate, David, reagiu dizendo que o manauense paga uma das tarifas mais caras do Brasil porque Amazonino vendeu a Cosama a “preço de banana”. Sobre a questão, David anunciou que como prefeito vai repactuar o contrato de concessão do serviço público, que vai até 2030.

Comentários com Facebook

Carregar Mais Artigos Parecidos
Carregar Mais De No Amazonas é Assim
Carregar Mais Em Notícias
Comentários Fechados

Espia Esse Aqui

Grupo ateia fogo em turista que dormiu em praça para esperar ônibus

Um grupo de criminosos ateou fogo em um turista que dormia em uma avenida na região centra…