Universit√°rios do AM anunciam protesto contra corte de verbas

980

A Uni√£o Estadual dos Estudantes do Amazonas (UEE-AM) convocou os acad√™micos da rede p√ļblica de ensino superior do Estado para uma manifesta√ß√£o contra o corte de verbas das Universidades Federais brasileiras, anunciado pelo Minist√©rio da Educa√ß√£o (MEC) no √ļltimo m√™s. O ato ser√° realizado no dia 15 de maio, no campus Senador Arthur Virg√≠lio Filho da¬†Universidade Federal do Amazonas (Ufam), localizada na avenida Rodrigo Ot√°vio, bairro Japiim, Zona Sul de Manaus.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

De acordo com o presidente da UEE, Lucas Pinheiro, a manifestação dos estudantes vai iniciar na Ufam e, durante o dia, vai se unificar com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam), além de outras centrais sindicais que se apresentam contra a Reforma da Previdência, no Centro de Manaus.

‚ÄúVamos ter uma reuni√£o nesta segunda-feira (6) para realizar os √ļltimos ajustes. Somos a favor da revoga√ß√£o do Projeto de Emenda Constitucional 95, para descongelar os investimentos voltados para educa√ß√£o. Essa discuss√£o deve voltar para a C√Ęmara Federal‚ÄĚ, afirmou o acad√™mico, acrescentando que a Uni√£o Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) tamb√©m vai estar presente no ato.

O deputado estadual do Partido Social Liberal do Amazonas (PSL-AM), Delegado P√©ricles, tem expectativa que o ministro da Educa√ß√£o, Abraham Weintraub, tenha sensibilidade para lidar com cautela sobre as quest√Ķes referentes √† educa√ß√£o do Brasil. “O presidente est√° cumprindo mais uma promessa de campanha, que √© investir na educa√ß√£o b√°sica. No entanto, nesse primeiro momento, ser√£o retirados recursos do ensino superior‚ÄĚ, disse o deputado, acrescentando que vai estar atento √†s reformas.

Sobre o corte de verbas

No dia 30 de abril, o MEC noticiou o corte de 30% dos repasses de recursos federais. Inicialmente, foram congelados os recursos da Universidade de Bras√≠lia (Unb), da Universidade Federal Fluminense (UFF) e da Universidade Federal da Bahia (UFB), mas ap√≥s decis√£o do minist√©rio, estendeu-se para todas as institui√ß√Ķes federais de ensino superior do Brasil.

O ¬†ministro da Educa√ß√£o, Abraham Weintraub, disse em um pronunciamento que os recursos ser√£o redirecionados √† educa√ß√£o b√°sica, uma das promessas de campanha do governo Bolsonaro. Ele argumentou que um acad√™mico custa R$ 30mil reais por ano ao Estado e disse que os gastos de um aluno de pr√©-escola equivalem a R$3 mil. “Para cada aluno de gradua√ß√£o que eu coloco na faculdade, eu poderia trazer 10 crian√ßas para uma creche. O que voc√™ faria no meu lugar?” argumentou o ministro.

*Com informa√ß√Ķes do Portal Em Tempo

Coment√°rios